• angelicalopeso

TRANSGÊNICO: Você sabe realmente o que é?

Atualizado: 24 de jul. de 2020


Uma sardinha enlatada, um óleo de soja e até mesmo o salmão do sushi. Os transgênicos estão em nosso dia a dia e nem sempre percebemos, mas no que eles nos ajudam? Quais são seus benefícios e quais os perigos? Vamos abordar sobre todas essas questões agora!


Segundo a Embrapa “Transgênico é sinônimo para a expressão "Organismo Geneticamente Modificado" (OGM). É um organismo que recebeu um gene de outro organismo doador. Essa alteração no seu DNA permite que mostre uma característica que não tinha antes”


Um exemplo de produto transgênico que é muito importante em nosso dia a dia é a cana de açúcar CTC 20 Bt, uma variedade na qual foi desenvolvida no Brasil pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), sendo a primeira cana geneticamente modificada. A CTC 20 Bt foi considerada segura sob os aspectos ambientais, de saúde humana e animal pela Comissão Nacional de Biossegurança (CTNBio).


A cana CTC 20 Bt é mais resistente às pragas que afetam os canaviais, essa resistência permite um controle mais eficiente das lavouras, resultando em uma maior produtividade e redução de custos. Além disso, a nova variedade de cana permite a expansão das culturas em áreas que a Broca, uma praga da cana de açúcar, predominavam.



Você já ouviu a palavra CRISPR?

Ela é algo muito importante para entender sobre os transgênicos. CRISPR são sequências de DNA encontradas em bactérias e arqueas. Elas funcionam como um “guia”, que leva enzimas até trechos específicos do DNA. Orientadas por CRISPR, as enzimas cortam fora pedaços precisos do material genético. Com isso, os pesquisadores conseguem editar o DNA dos seres vivos, retirando características e até mesmo adicionando quantas ele quiser.



Figura 3: Entenda o Crispr. Betta Jaworski/G1


Já sabemos que os transgênicos trazem muitos benefícios, mas nós vamos citar outros exemplos para ficar mais claro:


Tratamento de doenças: por meio de técnicas da biotecnologia.


Disponibilidade de alimentos: plantas transgênicas reduzem as perdas nas lavouras e aumentam a produtividade.


Preservar o meio ambiente: produzem mais em uma quantidade menor de terra, assim como, consomem menos água.


Uso racional de agrotóxicos: com uma maior resistência perante as pragas, as lavouras transgênicas demandam menos defensivos agrícolas.


Redução do Gás Metano: o gado ao consumir uma variedade de pastagem geneticamente modificada emite menos gás metano na atmosfera.


Recuperação de Terras Improdutivas: plantas transgênicas conseguem adentrar em áreas onde o cultivo não era possível.


Fica claro que os transgênicos são úteis em nosso cotidiano, mas por ser algo novo e que ainda está em desenvolvimento, existem alguns pontos que chamam a atenção:


Resistência aos antibióticos: para certificar-se de que a modificação genética ocorreu de forma satisfatória são inseridos nos transgênicos genes marcadores, que por sua vez causam resistência aos antibióticos.


Riscos ao meio ambiente: pragas e plantas invasoras poderão ser mais resistentes a partir da inserção de genes de resistência aos agrotóxicos em determinado produto transgênico.



Para concluirmos, vamos revisar todos os conceitos citados aqui!


Transgênicos são organismos que receberam um gene de outra espécie doadora. Isso é feito para que possamos ter organismos com as características que quisermos, ela não é apenas empregada em plantas, mas também em animais, que é o caso do salmão. A técnica mais utilizada é a CRISPR. Existem inúmeros benefícios como o aumento de produção de alimento e tratamento para doenças. Porém, existem riscos ao meio ambiente e a temível resistência de antibióticos. Hoje, não conseguimos viver sem os transgênicos, eles são sinônimos de tecnologia e inovação. Compreender seus benefícios é entender o futuro.


211 visualizações0 comentário